Camisa polo infantil cinza com detalhe laranja com melhor preço

Vendido e entregue por Camisaria ColomboFrete Grátis nas compras acima de R$ 99,00

33% OFF
Ver o preço deste produto

Tempo restante para atualização de preço. Clique abaixo e obtenha maiores informações sobre o produto na loja Camisaria Colombo!

Realize a compra deste produto com total segurança diretamente na loja Camisaria Colombo.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais!
Detalhes de camisa polo infantil cinza com detalhe laranja

A camisa polo infantil, 7061 é composta por tecido misto, que a deixa agradável e macia. Vantagens: corte confortável e moderno, praticidade (fácil de lavar e passar), fácil transpiração, não amassa facilmente e alta durabilidade. Use com calça jeans, de sarja ou bermuda. Composição: 88% algodão e 12% poliéster.

Não perca a oportunidade de comprar camisa polo infantil cinza com detalhe laranja pelo melhor preço!Compre agora diretamente na loja Camisaria Colombo com toda segurança

Quero ir à lojaComprar este produto


twitter lança página inicial com seleção de tweets

Você tem usado seu Twitter? Então, olha só essa novidade: a rede social está trazendo uma nova página inicial de conteúdo que vai mostrar uma seleção dos tweets mais relevantes e populares do momento. Vem comigo!

Na verdade gente, essa curadoria, ou seja, seleção de melhores tweets deverá vir com base nos perfis oficiais de celebridades e de contas de pessoas que tenham um grande número de seguidores, sabe? Só pra você entender melhor, atualmente e (nesse comecinho de novidade), o recurso estará disponível apenas para os usuários dos Estados Unidos, justamente porque eles já têm uma seleção voltada para esse público que eu falei acima, mas a nova carinha desta página já pode ser acessada por todo mundo por meio desse link: “Veja o que está acontecendo agora”. Você vai notar que o destaque está nas mídias com imagens, GIFs animados e links para vídeos, além de conteúdo musical ou de entretenimento:

Menu dedicado Olha só que bacana, se você quiser acompanhar mais sobre determinados assuntos, a nova página terá um menu dedicado. Por exemplo, as categorias, por sua vez, terão desde as seleções básicas, como artistas de determinados gêneros musicais, autores ou notícias sobre assuntos diversos, até seleções para gostos mais exclusivos, como animais fofinhos, jornalistas de tecnologia ou perfis oficiais do governo e organizações ligadas a ele, etc. Engajamento total A ideia desse novo sistema é trazer muito mais engajamento, além da descoberta de novos perfis, fazendo com que os usuários fiquem conectados por mais tempo na rede social. Tanto que o pessoal do Twitter comentou que essa será uma forma de exibir “o melhor” que o site tem a oferecer. Legal, hein? Mas, olha gente, até o momento não se sabe se essa seleção de conteúdo está sendo feita manualmente, ou se ela será feita a partir de um sistema automatizado que escolhe as mensagens de acordo com critérios de popularidade e recepção de seus usuários. Então, vamos acompanhar pra saber das próximas revelações do Twitter sobre essa novidade, né? E aí, me conta, o que você achou desse novo layout da página inicial do Twitter?




que tal criar talentos?

A grande maioria das organizações, hoje, buscam formas de reter seus talentos. Esta busca predomina naqueles que possuem uma formação acadêmica, mas que em sua grande maioria, não possuem um talento que deve ser intrínseco. O talento de agir de acordo com a mudança, pois nenhuma boa universidade os prepara para isso. No universo acadêmico não se obtém a prática da mudança e até que esta venha a se tornar didática, o mundo dos negócios já foi alterado uma, duas, dezenas de vezes e o que foi aprendido se torna obsoleto antes mesmo da formação. Sempre me questionei porque as organizações não criam seus próprios talentos? Porque não desenvolvem profissionais, que de fato, irão corresponder no futuro suas necessidades? Por que não investem na prática em profissionais que estão buscando sua qualificação? Neste ponto me dirão, as empresas possuem programas de estágios e de trainee, exatamente com esse objetivo. E eu direi, isso não resolve o nosso problema! O fato é que quem deseja desenvolver uma carreira de sucesso no mundo dos negócios, deve ser desafiado, ser colocado em campo com experientes executivos e correr atrás de seu sucesso profissional. E isso não ocorre nos programas hoje existentes. Verdade seja dita, as empresas querem profissionais qualificados sim, mas não os prepara. Querem salvadores, que cheguem prontos e embalados com formas milagrosas que irão colocar a organização no top de linha. E isso, simplesmente não existe. Para que um profissional hoje coloque uma organização no topo, antes, ele precisa conhecer o negócio da empresa, seus colaboradores e fornecedores, reconhecer seus pontos fortes e fracos, estudando sua concorrência e somente depois desta vivência um executivo estará preparado para chegar aos objetivos para o qual contratado. Essa é a real razão pela qual existe uma ciranda de talentos nas grandes organizações. Eles possuem talento sim, mas o mesmo nem sempre corresponde ao tipo de negócio para o qual foram contratados. Se as empresas de fato desejassem criar seus talentos, o fariam. E teríamos um leque muito maior de executivos preparados para o enfrentamento das exigências do mercado atual. Exatamente por não haver esta visão por parte das organizações é que estamos vivenciando uma era de completa escassez de talentos no mundo dos negócios. E os poucos existentes no mercado vendem seu talento a peso de ouro. O que penso ser um preço justo. No mês de maio, li uma matéria na revista Época Negócios que me chamou a atenção logo que abri a página, o título era: - Que tal criar talentos? E logo a seguir vinha: - Esqueça as universidades, essa é uma tarefa para as empresas. Esta era a chamada para a matéria de Alfredo Assumpção, autor renomado, conhecido por suas obras na área de negócios e reconhecido como um grande caça talentos de executivos. Pensei eu, ora bem, não sou mais eu quem diz, mas uma pessoa de renome então por que não falar do assunto? Por essa razão procurei o autor da matéria e solicitei sua autorização para trabalhar em cima de sua opinião no material aqui desenvolvido. Irei transcrever aqui, alguns trechos desta matéria que julguei de fato pertinentes e que vão de encontro a minha forma de pensar com relação a criação de talentos.




os perigos da renovação

Seguindo a tendência mundial do comércio, muitos salões brasileiros têm feito um grande esforço para renovar suas instalações e equipamentos, nivelando-se aos melhores salões do mundo. Hoje a arquitetura de salões é extremamente técnica, do layout à iluminação, passando pelo mobiliário e pela qualidade do ar, economia de energia e respeito ao meio ambiente. Tudo é pensado para dar mais conforto e praticidade aos clientes e à equipe,. No entanto, alguns desses empresários nos procuraram queixando-se de que depois da renovação tiveram queda no movimento. Sem entender o que está acontecendo buscam uma explicação para corrigir os erros e retomar o caminho do desenvolvimento. Analisando diversos casos, observamos algumas coincidências que parecem esclarecer parte desse problema. Causa nº 1: Falta de Coerência. De nada adianta "modernizar o material" e voltar a operar o salão com a "velha equipe", que trás para o interior das novas instalações, os mesmos velhos hábitos e costumes. É preciso dar à equipe a mesma importância que estão dando às instalações, caso contrário serão punidos pela "renovação parcial".Causa nº 2: Exagero. Algumas instalações muito luxuosas e pouco aconchegantes, fazem com que alguns clientes não se sintam bem após a reforma. Cuidado para não errar na mão! Causa nº 3: Inibição á entrada. Instalações muito luxuosas podem reduzir a entrada espontânea de clientes novos, por darem a impressão de que são caros. Com a redução da entrada de clientes novos, o volume de vendas cai e assusta equipes e empresários. Isso pode ser facilmente resolvido com uma campanha de divulgação dos principais serviços e respectivos preços. E por falar em preços jamais use a expressão "a partir de", pois além de não esclarecer aumenta a sensação de insegurança nos clientes. Essa expressão só interessa à alguns profissionais que se aproveitam dessa brecha para cobrar mais do que deveriam de seus clientes. Pense nisso, mantenha a coerência nas reformas. Muito sucesso e até a próxima Obdulio Sanchez




encantar clientes, fidelizá-los e vender mais?

Por Alexandre Diogo

Ouvia sempre minha avó fazer referência ao tempo de recém-casada, quando comprava  nos pequenos comércios  de bairro. "Era mais fácil. Se tínhamos algum problema, a gente falava com o dono e via a providência sendo tomada na hora! Hoje é tudo grande, a gente tem que falar por telefone, e nem sempre resolve. Preferia o atendimento exclusivo dos mercadinhos." – dizia. Em algumas frases ela resume com a simplicidade das avós, a evolução do relacionamento das empresas com seus clientes no Brasil, inclusive apontando para uma tendência de futuro.

Se as empresas de hoje, pequenas ou grandes, não são como as do tempo da minha avó, o que dizer então do consumidor? Desde a criação do Código brasileiro de defesa do consumidor, um dos mais avançados do mundo, há 16 anos, uma verdadeira revolução aconteceu, tornando o cliente que entra na sua loja, na sua empresa, um dos mais exigentes do mundo também. E esta exigência cresce exponencialmente a cada dia.

Para ver o artigo na íntegra, clique aqui.

Conheça também nosso curso de Gestão em Vendas.

 

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.


O que você encontra no QueroBarato!

Milhões de produtos das melhores lojas

Maiores lojas do Brasil são mais 100 opções

Centenas de Cupons com ótimos descontos

Informações atualizadas de todos os produtos

Quer receber novidades, cupons e ofertas exclusivas?

subir

Pesquise no QueroBarato! e compre diretamente nas maiores lojas do Brasil