Camisa lichia soft branco com melhor preço

Vendido e entregue por DafitiFrete grátis acima de R$ 99,90

35% OFF
Ver o preço deste produto

Tempo restante para atualização de preço. Clique abaixo e obtenha maiores informações sobre o produto na loja Dafiti!

Realize a compra deste produto com total segurança diretamente na loja Dafiti.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais!
Detalhes de camisa lichia soft branco

Compre Camisa Lichia Soft Branco por R$ 128.00

Não perca a oportunidade de comprar camisa lichia soft branco pelo melhor preço!Compre agora diretamente na loja Dafiti com toda segurança

Quero ir à lojaComprar este produto


mensagens estranhas à nossa realidade

Se o conteúdo da mensagem, nada tem a ver com nossa realidade do dia a dia, nossa tendência natural, é esquecer uns 50% do conteúdo que nos está sendo transmitido. Isso acontece porque nosso aparelho psíquico tem a tendência a só reconhecer aquilo que nos é familiar, aquilo a que estamos acostumados a ver, sentir, experimentar. Tudo que é novo, que não conhecemos direito é como se fosse estranho para nós.O tamanho da mensagem Outra barreira à comunicação eficaz diz respeito ao tamanho da mensagem. Se uma mensagem muito longa tiver que ser lida e memorizada, já está provado que vamos esquecer mais da metade de seu conteúdo.Mensagem contendo muitas siglas ou gírias Se uma mensagem contém muitas siglas ou mesmo gírias, prejudicará o bom entendimento da mesma, pois a objetividade e a clareza estarão faltando. Com a dimensão continental do Brasil, uma palavra que é muito usada no Rio Grande do Sul, por exemplo, pode-se constituir num palavrão no Nordeste e vice-versa. Então quando atendendo aos clientes, você deve se preocupar em não usar gírias ou muitas siglas que tornarão sua mensagem incompreensível. Normalmente a pessoa que se utiliza de gírias em excesso, quer demonstrar que “está na onda”, que sabe das coisas e do que está falando. Porém, se um atendente está trabalhando numa loja, cujo público específico é composto de jovens, então o atendente pode falar gíria, pois os seus clientes não vão criticá-lo, pois ele estará falando na linguagem de seus clientes, o que é parte importante no atendimento ao público Na questão do atendimento é necessário ter bom-senso para agir de acordo com o seu público. Se ele trabalhar num banco, por exemplo, terá que usar terno, geralmente, mas se estiver numa loja que vende pranchas para surf, pode atender seus clientes de bermuda. Saber ouvir e saber falar são fundamentais, pois a mensagem da venda precisa ser repassada claramente, mas o cliente também quer ser ouvido, quer se expressar e quer alguém que possa ouvi-lo, e mais importante, que compreenda o que ele, cliente quer dizer. Contudo, toda vez que a mensagem que sai do emissor e não é compreendida pelo receptor temos um problema de comunicação. Isso ocorre por dificuldade do emissor em transmitir o que precisa, por uma mensagem incoerente ou transmitida por meio de artigos incompreensíveis pelo receptor, ou por uma dificuldade de recepção pelo receptor. Claro que, em vendas, a dificuldade de recepção deve ser resolvida por meio de uma adequação do emissor (quando o emissor é o vendedor) ou pela adequação do receptor (quando o receptor também é o vendedor). O bom uso, treinamento e aplicação da comunicação eficiente melhoram o relacionamento com os clientes, auxiliando a fidelização e retenção dos mesmos, a partir da construção da imagem positiva da empresa. Aprimorar este relacionamento aumenta a produtividade do atendimento telefônico, tornando a operação mais econômica, proporcionando um serviço de suporte que auxilie na utilização adequada de equipamentos, programas e serviços da empresa. A comunicação eficiente enriquece o processo, ajuda na criação da imagem positiva da empresa. Quando os colaboradores fazem o uso correto dos vocábulos e pronúncia adequada, a imagem projetada enriquece, e o entendimento é facilitado. Em absoluto, num momento oportuno, como colaboradores de ponta, telefonistas devem estar prontas a ouvir em contraposição a escutar. Aperfeiçoar a capacidade de ouvir, entender a mensagem que está sendo retratada do outro lado da linha, ao invés de apenas escutar, que não passa da percepção dos sons emitidos.




http://cornelioguliarte.webnode.com.br/news/junho-2011%20%28%c2%ab%e2%95%ac%e2%80%a0%e2%80%a1%e2%80%a0bruxa%e




segunda carreira

Com apenas 17 anos, nos deparamos com uma das decisões mais importantes de nossa vida. A escolha da carreira. Geralmente não temos clareza de qual será a melhor opção, já que nossa profissão é um dos principais fatores que nos definem como seres humanos, e à qual teremos que nos dedicar 8 horas por dia, 7 dias por semana, quando pouco. Sem muito tempo para pensar com calma, avaliar profundamente as opções, muitas vezes optamos por aquela que tem maior oportunidade de mercado, ou que está relacionada aos negócios da família, ou mesmo aquela que acreditamos que teria mais a ver com agente. Chegamos até a escolher a que tem menos candidatos por vaga! Com o tempo, descobri que poucos têm a sorte de fazer a escolha certa, de estar em linha com seu propósito de vida, de se sentir todos os dias realizado com a profissão que exerce e trabalhar com paixão. Se isso fosse fácil, todos amariam seus trabalhos. Alguns de nós pode em algum momento perceber que pode não ser aquela profissão que o completa, que o faz sentir prazer em acordar todos os dias sabendo que irá dedicar horas do seu dia para aquele fim específico. E é ai que mora a tal da frustração e desmotivação. Seria hipocrisia sugerir que, ao nos depararmos com essa situação, largássemos tudo e partíssemos para uma jornada de autoconhecimento (é uma ótima opção, mas infelizmente para poucos). Sabemos que é preciso ter muita calma ao tomar uma decisão como estas, principalmente quando se tem uma carreira consolidada insegurança financeira. O fato é que, quanto mais nos afundarmos na ilusão de estarmos presos a uma única profissão para o resto de nossas vidas, podemos não encontrar mais a saída. O pior desfecho creio eu, na vida de uma pessoa, é olhar para traz e perceber que dedicou 99% do seu tempo profissional em uma área que não lhe gera prazer ou mesmo interesse, por medo da mudança, medo de ir além, medo de arriscar, medo de ser mais feliz. Sempre é possível recomeçar. Com calma e com sabedoria. À final, somos seres mutantes e pensantes. Podemos gostar de uma coisa hoje, mas nos apaixonar por outra amanhã. Às vezes, não ocorreu um erro na escolha da profissão, mas ao longo do tempo pode ter percebido que gostaria de contribuir com a sociedade de outra maneira (além de com nós mesmos e o planeta), que permita maior satisfação e auto realização. Em um trecho do livro “O Ócio Criativo” de Domenico de Masi, ele afirma: “… a plenitude da atividade humana é alcançada somente quando nela coincidem, se acumulam, se exaltam e se mesclam o trabalho, o estudo e o jogo”; isto é, quando nós trabalhamos, aprendemos e nos divertimos, tudo ao mesmo tempo”. A utopia seria nem perceber que estamos trabalhando… Confundirmos nosso tempo livre com nosso expediente… Que tal? Outro dizer importante é que, “trabalho sem amor, não é trabalho, é escravidão” – autor anônimo.




consequências da ausência de "gerência e administração" na organização pública

Elton Mayo, pai das relações humanas na organização, que focava o trabalhador como parte integrante da empresa realizou uma pesquisa ao longo de cinco anos onde monitorou como as condições de trabalho afetavam a moral dos trabalhadores. O Estudo focou como as mudanças nas condições de trabalho, que incluem mudanças na jornada de trabalho, descanso, iluminação, umidade e temperatura. Segundo Peter Drucker em 1966, o grupo mais importante que conduziria as revoluções vindouras se chamaria "trabalhadores do conhecimento". Se levarmos em consideração que isso foi dito em época em que o Sistema de Informação ainda era ferramenta de gestão desconhecida, o processamento das mesmas ainda não tinha uma visão sistêmica, poderíamos dizer que Drucker sempre foi um grande visionário. Vejamos, se fatores como iluminação, temperatura, segundo os resultados dos estudos, afetou a moral dos trabalhadores, como podemos analisar a Organização Pública no século XXI onde o funcionário que é colocado em estado vexatório, sob intimidação, respondendo a processos administrativos disciplinares que são usados como ferramentas de gestão estratégica perversa. Exatamente os ocupantes de postos de chefia da organização, que ocupam nível de comando, demonstra desconhecimento de excelência em gestão e faz do trabalhador suas vítimas de um conjunto de situações, chamado "Fenômeno assédio moral". Como criar estratégias para este tipo de gestão...quais tarefas gerenciar se o poder está centralizado, se os profissionais que se encontram no alto nível da gerencia organizacional deveriam coibir esta prática adotada na “era da informação” em pleno século XXI, se calam e se encontram acobertados pela orquestra política. De um estudo de caso concreto, realizado por método de observação, ocorrido em Organização Pública Federal, várias vítimas ficaram expostas as práticas de assédio moral por anos. Observando o comportamento das vítimas pode-se relatar que a primeira reação é o afastamento do local de trabalho quando esta prática criminosa se torna conhecida, pois, a práticas iniciais do assediador é deflagrar uma série de atitudes intimidatórias como a depreciação da pessoa do assediado, o isolamento completo, o julgamento moral por parte dos outros funcionários da organização, provocar o assediado para que ele ausente do trabalho, retirar suas competências, deixando o trabalhador ocioso. Os sintomas iniciais observados foram distúrbios psíquicos como agressividade, choro constante, pensamentos de autoextermínio, pensamentos e exposição a outros de sua vontade de matar ou morrer, isolamento social, vergonha, alienação, desmotivação, ausência da fala, dependência de drogas lícitas e ilícitas. O nível administrativo que ocupam essas vítimas na organização vai desde o nível auxiliar até o nível superior. Como pode ser analisado este comportamento em nível de Gerência, Administração, Gestão, Liderança. Como poderemos descrever a organização que permite que seus trabalhadores adoeçam e ficam a mercê da sorte, do descaso dos líderes políticos, da ausência de uma legislação pertinente que coíba tais atos administrativos causados pela ingerência, pelo descompromisso dos gestores para com a da organização pública. O ideal seria que a hierarquia superior, o alto nível gerencial detalhasse os caminhos desejados para atingir a excelência da organização através do planejamento, observando os desvios e adequando os papeis. Aplicar a psicologia associada à administração, segundo Mary Parker Follet, comprovadamente motiva o trabalhador e provoca o ganho de produtividade.


O que você encontra no QueroBarato!

Milhões de produtos das melhores lojas

Maiores lojas do Brasil são mais 100 opções

Centenas de Cupons com ótimos descontos

Informações atualizadas de todos os produtos

Quer receber novidades, cupons e ofertas exclusivas?

subir

Pesquise no QueroBarato! e compre diretamente nas maiores lojas do Brasil