Maiô tomara que caia com melhor preço

Vendido e entregue por Amaro

Ver o preço deste produto

Tempo restante para atualização de preço. Clique abaixo e obtenha maiores informações sobre o produto na loja Amaro!

Realize a compra deste produto com total segurança diretamente na loja Amaro.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais!
Detalhes de Maiô tomara que caia

Com a cara do verão, invista nos maiôs cheios de estilo!

Maiô com amarração na paste ...

Não perca a oportunidade de comprar Maiô tomara que caia pelo melhor preço!Compre agora diretamente na loja Amaro com toda segurança

Quero ir à lojaComprar este produto


marketing estratégico: variáveis socioculturais

marketing estratégico: variáveis socioculturais

As variáveis socioculturais, como a própria denominação diz, são fatores de ordem social e cultural que, de alguma forma, influenciam e moldam o comportamento do consumidor e estão relacionadas ao ambiente em que as pessoas vivem, às relações que elas estabelecem e aos costumes que vão adquirindo. Você mesmo, numa autoanálise, pode verificar que muito da sua preferência por determinado produto ou serviço é resultado do meio em que vive ou que já viveu. Algumas dessas preferências são reflexos do seu convívio familiar, outras da sua profissão, do seu ambiente de trabalho, das suas relações com os amigos, das suas crenças religiosas e assim por diante. A formação dessas preferências, entretanto, é construída, conforme Kotler e Keller (2006), de forma quase inconsciente e vão se estabelecendo e se modificando à medida que nos relacionamos com nós mesmos, com as outras pessoas, com as organizações, com a sociedade, com a natureza e até mesmo com o universo. A sociedade, conforme Las Casas (2008) molda o comportamento das pessoas à medida que elas vão adquirindo e mudando suas crenças e valores culturais. As crenças e os valores culturais são importantes fatores de influência do hábito de consumo e à medida que se modificam, de certa forma, também modificam o que as pessoas passam a comprar. Las Casas (2008, p. 113) diz que “produtos que são consumidos em determinados períodos deixam de ser em outros devido a essas mudanças de valores”. Para ilustrar isso, basta lembrar que vários produtos que existiam quando éramos crianças, hoje praticamente não se veem mais, como é o caso da brilhantina que muitos jovens, há algumas décadas, usavam em seus cabelos. Com o decorrer do tempo e a evolução das gerações, alguns valores culturais se modificam com mais facilidade e outros não, permanecendo mais resistentes às mudanças e se mantendo como uma essência dos valores culturais de um indivíduo, grupo ou região, como é o caso dos valores que são transmitidos pela família, pela igreja, pelas empresas e pelo governo. Tais valores são denominados como valores centrais e são mais permanentes, enquanto outros, de caráter mais transitório são denominados de valores secundários. Conforme Kotler e Keller (2006, p. 87), “acreditar na instituição do casamento é uma crença central; acreditar que as pessoas devem se casar cedo é uma crença secundária”. Agora, por que é importante fazer essa reflexão sobre os valores centrais e os valores secundários? É importante porque no marketing, conforme Las Casas (2008) há mais chances de se modificar os valores secundários que os valores centrais. As pessoas compartilham valores e crenças com aqueles que se identificam, constituindo grupos que unidos representam uma determinada cultura, mas que individualmente analisados constituem-se em subculturas, que são definidas por Las Casas (2008, p. 114) como “grupo de pessoas que mantém crenças e valores homogêneos entre si, porém diferenciados das demais”. Esses grupos, ainda conforme Las Casas (2008) são diferenciados por influências geográficas, raciais ou até mesmo religiosas. Um bom exemplo disso é a cultura brasileira, rica em diversidade, pela existência de múltiplas subculturas, como a dos amazonenses no norte do país e a dos gaúchos, no sul, além, é claro, de diversas outras subculturas existentes dentro desses grupos citados.




análise dos planos econômicos

análise dos planos econômicos

Os planos econômicos e as tentativas de combate à inflação no Brasil são baseadas nos planos heterodoxos da Teoria Inercialista da Inflação. Para Mendonça (2008) é necessário realizar a distinção conceitual entre choque e a tendência. Para o autor: • Choque: consiste na ação dos agentes econômicos que altera os preços relativos na economia. Como exemplo, cita-se a variação da taxa de câmbio, que é um macropreço relativo. • Tendência: consiste naquela parte da inflação que não é explicada pelos choques, também conhecida como inflação pura.




seleção e recrutamento de pessoas - formas de conduzir a seleção

seleção e recrutamento de pessoas - formas de conduzir a seleção

O processo de recrutamento e seleção é reconhecidamente a maneira mais eficiente de acrescentar colaboradores que carreguem e transmitam os valores da empresa durante a sua empreitada, o que é um ponto fundamental para a identidade da empresa ou entidade. Cada organização vai estruturar o seu processo de seleção da maneira que lhe for mais adequada, porém é necessário que haja transparência no processo desde o início para que não ocorram mal entendidos que possam afetar a imagem da empresa junto aos candidatos.Preparando o processo de seleção O processo de recrutamento e seleção deve possuir algumas características indispensáveis ao bom andamento do processo como descrição do cargo, requisição de empregado, análise do cargo no mercado, definição do processo de escolha do candidato, metodologia a ser aplicada no processo de seleção, e perguntas com base em competências. Uma vez devidamente estruturado o processo de seleção será responsável por designar o candidato mais apto para a ocupação do cargo, cabe ressaltar que eventualmente a vaga pode não ser preenchida por falta das competências necessárias nos candidatos, nesse caso estuda-se outra forma de recrutar candidatos mais qualificados, por exemplo, de outros estados.Aplicando o processo de seleção Uma vez recrutados os candidatos através da ferramenta mais adequada para o processo, inicia-se a seleção que deve ser feita através dos critérios estabelecidos durante a fase de preparo do processo, entre as formas de seleção de competências mais comum podemos citar as entrevistas, provas de conhecimento ou capacidade, testes psicológicos, testes de personalidade e técnicas de simulação. Todos esses processos são desdobrados em diversas outras técnicas que variam conforme o perfil da vaga e dos candidatos, é importante que o selecionador esteja apto para agir em imprevistos que costumam ocorrer durante o processo de seleção.Finalizando o processo Após aplicar todos os procedimentos de recrutamento e seleção de pessoas e selecionar apenas os mais aptos à função, normalmente é feita uma entrevista individual na qual o entrevistador pode questionar sobre os resultados anteriores do candidato, competências e o perfil geral do candidato. É importante que o selecionador estabeleça o estilo da entrevista para que não existam falhas de comunicação entre ambos. Por outro lado o candidato pode tirar suas duvidas referentes ao cargo, salário, gratificações, direitos e deveres na empresa. Após essa entrevista o selecionador pode dar a resposta de imediato, ou orientar os candidatos sobre uma data de retorno para informar o resultado do processo seletivo.




níveis dos clientes

níveis dos clientes

Para compreendermos melhor o comportamento do consumidor, é importante entender o nível de interação dos consumidores com a empresa estudada. No ambiente internacional, a avaliação dos diferentes níveis pode ser utilizada para definir a estratégia de marketing a ser utilizada, que é específica para cada um dos degraus da escala de interação empresa-cliente. Agora iremos descrever cada um dos níveis: Suspeito O primeiro nível de interação é conhecido como "cliente suspeito", exatamente por compreender o grau onde o cliente possui pouca (ou nenhuma) interação com a empresa. Podemos utilizar o exemplo de um cliente que está navegando pela internet, estando exposto aos anúncios das empresas interessadas. Neste nível, a empresa conhece muito pouco deste cliente, e gasta muito com anúncios e publicidade, para trazer este cliente para visitar seu site. Prospecto O próximo nível é chamado de "cliente prospecto", pois é o momento onde o cliente participa de alguma interação com a empresa, assim, esta já consegue informações adicionais deste cliente, e ele já pode ser considerado um potencial comprador dos produtos da empresa. Dentro do mesmo exemplo do usuário de internet, este nível representa o momento onde o cliente acessa o site da empresa, e passa a interagir com este. Neste caso, a empresa pode analisar (através do relatório de visitas de site), algumas características do perfil deste visitante, como o horário de visita, o sistema operacional utilizado e o país e cidade de origem do visitante. Devido ao fato do cliente prospecto estar agora mais próximo da empresa, o gasto para atrair este cliente para realizar a compra agora torna-se menor, e o fato do cliente estar visitando o site da empresa também demonstra uma maior abertura deste para comprar os produtos. 1ª Compra Este é o primeiro nível onde o cliente passa a trazer receita para a empresa. Nos dois primeiros níveis (suspeito e prospecto), a empresa acaba gastando muito para conseguir trazer o cliente até a realização da compra. Este nível é quando o cliente fez a primeira compra dentro da loja. O processo de divulgação e promoção do produto até aqui é basicamente marcado por promessas da empresa para o cliente, mas agora que este adquiriu o produto ou serviço, apenas se a empresa entregar algo que atenda (ou supere) as necessidades do cliente é que este vai continuar comprando na empresa. Muitas empresas perdem a confiança com o cliente nesta etapa, pois estes passam a conhecer o produto de perto, e nem sempre a empresa consegue entregar aquilo que estava na expectativa do cliente (principalmente quando se trata de serviços). Aqui a empresa passar a obter muito mais informações sobre este cliente, não só por saber seu endereço (através do cadastro realizado), como também seu hábito de compra. Alguns sites, como o Amazon.com®, têm utilizado sistemas de indicação de compra (altamente eficazes), com base no comportamento anterior de compra.


O que você encontra no QueroBarato!

Milhões de produtos das melhores lojas

Maiores lojas do Brasil são mais 100 opções

Centenas de Cupons com ótimos descontos

Informações atualizadas de todos os produtos

Quer receber novidades, cupons e ofertas exclusivas?

subir

Pesquise no QueroBarato! e compre diretamente nas maiores lojas do Brasil