Curso online de como tornar-se persuasivo com melhor preço

Vendido e entregue por Portal EducaçãoConfira o preço diretamente no Portal Educação

Preço Especial

Este produto possui condições especiais, clique no botão abaixo e confira o preço diretamente na loja Portal Educação

Comprar Produto ir para loja agora!

Realize a compra deste produto com total segurança diretamente na loja Portal Educação.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais!
Detalhes de curso online de como tornar-se persuasivo

Contribuir para que o aluno melhore e/ou mude seu comportamento nos diferentes contextos, no ambiente de trabalho e também na vida pessoal.Coleção Cursos Light: Conteúdo rápido e simples para o seu dia-a-dia.

Turma disponível: 09/08/2015

Carga horária: 16 horas

Duração: 30 dias

Conteúdo do Curso

Apresentação Unidade 1 - Persuadir, Influenciar e Manipular: Diferenças e Semelhanças A necessidade da Ética Por que é importante ser persuasivo? Persuasão Influência Manipular Metáfora do Golfinho, da Carpa e do Tubarão Unidade 2- Aspectos Importantes para Persuadir Técnicas que Contribuem para o Processo de Persuasão I Técnicas que Contribuem para o Processo de Persuasão II Habilidades Gerenciais para Persuadir Unidade 3- Persuasão I Narrador ou Analista O Constrangedor ou Pragmatista O Estilo Lenhador/Conservantista Aspectos Positivos do Estilo Unidade 4 - Persuasão II O Estilo Provedor/Catalisador O Estilo Vendedor/Estrategista O Estilo Aglutinador/Idealista Alcançar o Sucesso O Estilo Provedor pode ser ineficiente quando: O Estilo Vendedor/Estrategista Segundo Zuker o estilo vendedor é mais eficaz quando: O Estilo Aglutinador/Idealista Para Alcançar o Sucesso

Ao adquirir este produto, você aceita o Termo de Uso do Portal Educação. Ofereça esse e outros cursos para seus colaboradores: Cursos para Empresas.

Não perca a oportunidade de comprar curso online de como tornar-se persuasivo pelo melhor preço!Compre agora diretamente na loja Portal Educação com toda segurança

Quero ir à lojaComprar este produto


consultoria ambiental, uma necessidade para as empresas!

consultoria ambiental, uma necessidade para as empresas!

A consultoria ambiental vem se destacando no cenário estratégico das organizações devido à necessidade de cuidados especiais com a natureza, cumprimento de leis de incentivo a proteção ou identificação de oportunidades para geração de riqueza por parte das empresas, já que constantes mudanças no meio ambiente desencadeiam uma série de eventos que por sua vez influenciam o mercado como um todo. Respeitar o meio ambiente, preservando seus recursos evitando a poluição é tão importante quanto os cuidados com o reflorestamento, reabilitação ou restauração de rios e mananciais após a extração de recursos naturais utilizados como base para produção e não poderia haver momento mais propício e adequado para a busca de processos, produtos e soluções diferenciadas que permitam o alcance dos objetivos se forma limpa. Um consultor ambiental presta serviços de avaliação de projetos e cenários que envolvem a empresa contratante como um todo orientando como evitar, corrigir e prevenir ações que possivelmente causariam impactos ambientais, guiando pelos caminhos legais e éticos visando o desenvolvimento de forma sustentável.




seja um agente de mudanças

seja um agente de mudanças

Seja um Agente de Mudanças "Seja a mudança que você quer para o mundo." Mahatma Gandhi Hoje, mais do que nunca na história da humanidade, vivemos em uma era em que tudo acontece muito rapidamente. Com o advento da Internet e as novas tecnologias o mundo ficou pequeno e as distâncias bem menores. A quantidade de informação a que temos acesso diariamente supera em muito a nossa capacidade de processamento. Em razão disso, estamos sujeitos a mudanças constantes e a capacidade de nos adaptarmos é condição essencial à sobrevivência de pessoas e organizações. O best seller mundial "Quem mexeu no meu queijo?", de Spencer Johnson, aborda de forma bastante criativa a temática da mudança. A história se passa em um labirinto, que é percorrido por quatro personagens em busca do seu "queijo". O queijo é aquilo que mais desejamos na vida: um bom emprego, dinheiro, uma casa grande, status, relacionamentos saudáveis, reconhecimento, saúde, paz, entre outros. Já o labirinto é o local onde costumamos passar a maior parte do tempo em busca do queijo; pode ser a empresa onde trabalhamos, os grupos sociais de que somos integrantes, os relacionamentos que cultivamos, a comunidade em que vivemos, etc. "E as pessoas? E os personagens?", você deve estar perguntando. Os personagens descritos na história são os ratos Sniff e Scurry e os homenzinhos Hem e Haw. Os ratos têm atitudes mais simples e agem rapidamente frente às mudanças; os homenzinhos, por outro lado, deixam-se levar pela complexidade de seus pensamentos e emoções e dificultam as coisas. A meu ver, a grande sacada do autor foi exatamente ter representado as várias facetas do ser humano em quatro personagens, diferentes e, ao mesmo tempo, complementares. Independente de idade, sexo, escolaridade, raça ou nacionalidade, o fato é que às vezes agimos como Sniff, que percebe os primeiros indícios da mudança; em outros momentos, somos como Scurry, que toma a iniciativa e entra em ação de imediato; por vezes, somos como Hem, que rejeita a mudança por medo de que algo pior venha a acontecer; e, por fim, temos nosso lado Ham, que vê na mudança uma oportunidade de ser melhor e, por isso, adapta-se rapidamente. Agora, pare por um instante, reflita sobre seu momento atual e responda: a) Qual é o seu "queijo"? Em qual "labirinto" você busca seu queijo diariamente? b) Com qual dos quatro personagens você mais se identifica: Sniff, Scurry, Hem ou Ham? c) O que você poderia fazer (e não está fazendo) que, se fosse feito com frequência, causaria um impacto positivo em sua vida? Acredito que ser um Agente de Mudança significa tomar consciência de cada uma das partes simples e complexas que compõem a natureza humana e usá-las a nosso favor. Em primeiro lugar, a exemplo de Ham, é preciso olhar para si mesmo e, se houver alguma maneira de fazer melhor, mais rápido ou com menor custo (financeiro ou emocional), aproveitar a oportunidade de imediato. Ao fazer isso, vem a tona a porção Scurry, que se adapta rapidamente aos mais diferentes tipos de situação, tudo com o mínimo estresse possível. Além disso, é essencial assumir a postura de Sniff e estar atento às pequenas alterações do ambiente e preparar-se para algo maior que possa vir a acontecer. Por fim, é fundamental acolher o lado Hem e reconhecer que, às vezes, o medo do desconhecido nos impede de sair da zona de conforto. Lembre-se, apenas, que o medo adora roubar sonhos. Então, use-o como desafio e motivação. Ao integrar as partes simples e complexas de sua natureza humana você terá incorporado o processo de mudança e alcançado um nível de autoconhecimento que o habilita a ser um Agente de Mudanças. Acredite: seu exercício de assumir a liderança da própria vida será exemplo de proatividade para todos aqueles que estiverem ao seu redor e, assim, você estará pronto para ajuda-los a encontrar seus próprios caminhos no labirinto em busca de queijos melhores e mais saborosos.




relacionamento interpessoal: como desenvolver uma comunicação mais assertiva

relacionamento interpessoal: como desenvolver uma comunicação mais assertiva

Desenvolver a capacidade de relacionamento interpessoal é indispensável para o convívio em sociedade. Hoje mais do que nunca empresas e organizações exigem uma comunicação assertiva dos candidatos, aprimorar as formas de comunicação com o intuito de torna-la mais assertiva é um desafio para muitos indivíduos. A seguir apresentamos as formas mais eficazes para desenvolver uma comunicação eficaz.Reveja seus conceitos Rever seus conceitos é o primeiro passo para o seu desenvolvimento. Reveja posturas adotadas no seu meio profissional e pessoal: passar a ouvir o que as pessoas têm a dizer e respeitar as opiniões alheias são atitudes essenciais para quem deseja desenvolver uma comunicação assertiva, saber a hora de dizer sim ou não é indispensável. Só tome decisões após um julgamento racional que respeite as opiniões de terceiros, procure sempre embasar suas decisões de modo coerente e justo.Saiba ouvir Aprender a ouvir os demais e respeitar as suas opiniões é mais difícil do que parece, a grande maioria das pessoas costuma formular respostas antes mesmo do argumento de outra pessoa ser concluído. Ouvir atentamente o que outra pessoa diz e só depois discutir a mesma de maneira coerente e racional.Saiba a hora de dizer sim ou não Dizer sim ou não em momentos inapropriados ou precipitados pode afetar em muito a capacidade de relacionamento interpessoal do indivíduo, um simples sim ou não em um momento inoportuno, pode acabar rotulando a pessoa como permissiva ou intolerante. Procure sempre enxergar o lado do interlocutor antes da tomada de decisões, e não tenha medo de dizer não em determinados momentos, ter confiança nas suas escolhas o torna uma pessoa mais consciente dos seus atos e consequentemente com melhor assertividade na comunicação e decisões a serem tomadas.




alcançando e administrando o sucesso: autoconfiança

alcançando e administrando o sucesso: autoconfiança

"O mais importante para o homem é crer em si mesmo. Sem esta confiança em seus recursos, em sua inteligência, em sua energia, ninguém alcança o triunfo a que aspira". (Thomas Atkinson) É fundamental para o sucesso que autoconfiança seja baseada no autoconhecimento. A autoconfiança é muito mais do que um simples dispositivo de nosso funcionamento mental: ela vem do âmago de uma pirâmide que é sustentada, na base pela autoestima, adquirida desde nossa tenra infância, e se exterioriza, no cume, por meio da autoafirmação. É consequentemente um elemento fundamental da nossa personalidade. Se esse elemento falta, começa o sofrimento. Segundo Frédéric, quando não se tem autoconfiança é possível experimentar cinco tipos de emoções, ainda que não necessariamente todas ao mesmo tempo. São elas: • A tristeza ou o desânimo, o derrotismo, o sentimento de inferioridade. No fundo você pensa que não é uma pessoa interessante, e que não tem a capacidade de realizar as coisas. • O medo ou a inquietação, o receio de não ser bem sucedido. O imprevisto o paralise e impede de agir. Agir para você representa um risco catastrófico. Então você diz a si mesmo que não será capaz de enfrentar a situação, e em função disso, vive em estado de inquietação permanente, tentando prever o imprevisível. • A culpa: Tudo é culpa sua. Você se culpa permanentemente e pensa que é melhor ser prudente, ficar na retaguarda e executar o mínimo possível de atividades para evitar ser mais uma vez responsável e culpado. • A vergonha ou o receio de decepcionar os outros leva você a ser o mais prudente possível. Pensa com frequência que os outros vão ter uma opinião negativa sobre você. • Um sentimento de exclusão, de estar marginalizado, fora do grupo, sem integração, o leva a pensar que você não é como as outras pessoas e que está excluído socialmente. Para o autor, cada uma dessas emoções negativas corresponde uma forma de pensar e de se comportar. Esses exemplos nos mostram até que ponto a falta de autoconfiança pode atrapalhar nossas vidas. Uma forma de autoconfiança é a autoestima pessoal que representa nossa confiança em nós mesmos. É necessário termos a capacidade de agir, de decidir, de realizar e de levar um projeto até o final.


O que você encontra no QueroBarato!

Milhões de produtos das melhores lojas

Maiores lojas do Brasil são mais 100 opções

Centenas de Cupons com ótimos descontos

Informações atualizadas de todos os produtos

Quer receber novidades, cupons e ofertas exclusivas?

subir

Pesquise no QueroBarato! e compre diretamente nas maiores lojas do Brasil