Celular smartphone samsung galaxy a7 duos a700fd preto -dual chip, 4g, tela 5. 5, câmera 13mp c/ flash+frontal 5mp, octa core 1. 2ghz,16gb, android 4. 4 com melhor preço

Vendido e entregue por Clube do Ricardo

28% OFF
Ver o preço deste produto

Tempo restante para atualização de preço. Clique abaixo e obtenha maiores informações sobre o produto na loja Clube do Ricardo!

Realize a compra deste produto com total segurança diretamente na loja Clube do Ricardo.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais!
Detalhes de Celular smartphone samsung galaxy a7 duos a700fd preto -dual chip, 4g, tela 5. 5, câmera 13mp c/ flash+frontal 5mp, octa core 1. 2ghz,16gb, android 4. 4

DescriçãoSamsung Galaxy A7 4G Duos com 2 Chips**, 4G, Processador Quad Core 1.5 GHz, Câmera Traseira de 13 MP, ...

Não perca a oportunidade de comprar Celular smartphone samsung galaxy a7 duos a700fd preto -dual chip, 4g, tela 5. 5, câmera 13mp c/ flash+frontal 5mp, octa core 1. 2ghz,16gb, android 4. 4 pelo melhor preço!Compre agora diretamente na loja Clube do Ricardo com toda segurança

Quero ir à lojaComprar este produto


seu líder tem liderança?

 Liderança é um assunto muito difundido no atual mundo corporativo. Para um gestor ser um bom líder – no sentido real da palavra e não somente aquela pessoa que se diz assim, por ocupar um cargo de maior destaque na empresa – não existe um modelo pronto ou estereótipo perfeito. Cada pessoa tem características e competências próprias, as quais devem estar de acordo com a organização em que se trabalha, assim como as empresas devem buscar colaboradores com perfil adequado à sua missão, o que proporciona uma relação de recíproca harmonia no ambiente organizacional. Verdadeiros líderes promovem e estimulam seus liderados para o sucesso, oferecendo um aprendizado constante, valorizando os talentos, incentivando a realização de cursos, a participação em palestras e congressos, mesmo que estes não estejam ligados diretamente à área funcional do liderado. Além de promover o desenvolvimento dos seus subordinados, os líderes devem preocupar-se com seu próprio aperfeiçoamento mudando de atitudes, estudando sempre, buscando a melhoria contínua e jamais se deixando acomodar, ou seja, achando que apenas o nível hierárquico em que se enquadra no organograma é o bastante para o seu sucesso. Permanecer na “zona de conforto” é um fator crucial para um líder tornar-se ultrapassado e perder suas verdadeiras características e a credibilidade perante a organização e seus colaboradores. Ser líder de verdade é muito mais que ocupar um cargo de liderança. É dar exemplos para os demais através de alguns fatores, que descrevo abaixo: * Ter otimismo – motivar seus funcionários com elogios, com ânimo e com incentivo aos desafios. Líderes que falam somente das dificuldades, dos problemas e das deficiências da empresa são aqueles que não querem o progresso de sua equipe, são inseguros, têm medo de serem superados e buscam apoiar-se em pontos fracos e/ou negativos da organização para justificar sua incapacidade de encorajar os outros. Apontar somente os problemas da organização em que se trabalha pode ser positivo se junto às críticas vierem idéias novas e soluções para sanar esses problemas, caso contrário, demonstra total desalinhamento do líder em relação à missão institucional, gerando desmotivação na equipe. * Ter pontualidade – não somente no que diz respeito a horários, mas sim a cumprimento de prazos. Muitos líderes postergam a resolução de um problema ou a execução de uma tarefa com a idéia “Ninguém cumpre prazos”, mas se ninguém cumpre, seja o líder que cumpre e que tem um diferencial através da pontualidade de seus serviços, principalmente se estes forem necessários para o desenvolvimento do trabalho da equipe a qual lidera. O medo e a insegurança por parte do líder em se reportar ao seu superior são alguns dos fatores que levam ao adiamento da solução de problemas, início ou término de trabalhos. * Executar tarefas – atualmente, fala-se muito em liderança serva. Assim, o verdadeiro líder também faz, e o futuro é daqueles que conseguem fazer muitas coisas ao mesmo tempo. O conceito de que líder apenas comanda, delega, supervisiona, toma decisões e tem idéias está tornando-se cada vez mais obsoleto, dando espaço à liderança que se une aos funcionários criando sinergias, melhorando os relacionamentos, produzindo equipes mais eficientes e eficazes, promovendo a auto-realização e a realização dos demais. * Participar de bons e maus momentos – toda equipe executa bons trabalhos, recebendo parabenizações, e alguns trabalhos não tão bons, recebendo críticas. O verdadeiro líder deve estar presente nos dois momentos, e assumir que quando ocorre uma falha, toda a equipe falhou, inclusive ele. Nunca se deve culpar um único funcionário pelo erro. Assim como num momento de congratulações, toda a equipe deve receber, e não somente o líder. * Valorizar seus funcionários – ninguém tem cargo de liderança se não existirem os liderados e estes são a razão da existência do líder. Dessa forma, os colaboradores devem ser tratados com seu real valor, a fim de gerar motivação e orgulho de fazer parte da equipe. * Vestir a camisa da empresa – se o líder não está adequado aos objetivos nem à missão da empresa e tem consciência disso, ele não conseguirá apresentar qualquer das características/ações citadas acima. Ele estará nessa posição apenas para ocupar uma vaga, apenas pelo destaque que o cargo pode proporcionar. Para que o líder consiga ter essas características, ele deve estar de bem consigo mesmo e com a organização, deve se conscientizar de que a empresa apostou nele e que sua permanência depende tão e somente dele mesmo. Acima, foram apresentadas algumas ações e características, dentre várias, que devem ser pertinentes ao verdadeiro líder e com isso, cabe a reflexão: seu líder tem liderança?

Por: Isabela Gomes, Graduada em Administração de Empresas e cursando Pós-Graduação em Capacitação Gerencial.

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.




processo no televendas

processo no televendas

Um televendas é dinâmico e exige um comportamento ágil em sua base de dados, contemplando datas de atualização das informações, processos e fluxos de trabalho que devem ser modificados, alterados, ajustados, prazos, garantias, entregas a serem revistos, bônus por prejuízos causados, etc. As informações mudam a todo momento, mas é imprescindível que o gestor da equipe de televendas acompanhe essas mudanças e se atualize constantemente com as estratégias de marketing e campanhas na mídia, para que o agente de televendas se prepare com antecedência ao receber o contato do cliente. Atrelado às novas informações, o gestor deve preparar os agentes para se adequarem ao novo nível de exigências. Deve-se modernizar também, estudando como adquirir melhores estratégias para utilizar os recursos que serão disponibilizados. O televendas pode empregar a tecnologia para viabilizar os negócios pelos canais virtuais, como: e-mail, e-commerce, webcenter, lojas virtuais ou qualquer ferramenta que permita maior agilidade, satisfação e comodidade do cliente no momento da compra. Contando, desta forma, com uma redução de custos, por exemplo, com deslocamentos, por informações parcialmente compreendidas, além de garantia de um serviço mais ágil e eficiente. É importante destacar que é preciso o envolvimento de todas as áreas que de alguma forma se comunicam com o cliente (conceito de CRM), visto que há permanentemente necessidades de alterações nos processos internos para melhorar e aperfeiçoar o atendimento ao cliente que pertence à organização como um todo. Os fluxos de trabalho e um bom relacionamento do gestor de televendas com as áreas de compra, estoque e logística, são imprescindíveis para conduzir a um fechamento dentro do prazo e, se for o caso, também corrigir falhas nos processos. Investir na mudança cultural, dialogar internamente, trocar informações, sugestões e aceitar as reclamações de seus colegas das áreas, bem como clientes, ao invés de procurar culpados, são uma boa receita para o caminho do sucesso. É preciso se organizar e investir em uma linguagem única na organização, em todas as áreas, com objetivos a serem alcançados e foco do cliente neste planejamento, com todos os envolvidos. Os resultados positivos – sejam financeiros ou de excelência em qualidade da vendas – não aparecem somente por consequência do investimento em tecnologia, mas sim porque todos compactuam da filosofia de atender bem e colher os frutos de um trabalho bem-sucedido.




características das decisões estratégicas

características das decisões estratégicas

A definição da estratégia de uma organização é um dos fatores primordiais para o seu sucesso e, para que os objetivos sejam alcançados se faz necessário que sejam tomadas decisões estratégicas. Para isso, a alta administração deve possuir uma visão clara do cenário em que está inserido. São sete características para uma decisão estratégica: • Senso crítico: ter discernimento para tratar informações que envolvem diversas variáveis; • Interdependência sistêmica: ter uma visão global de todos os aspectos (internos e externos) que podem ou não interferir no sistema organizacional; • Incerteza: considerar que irá trabalhar com possibilidades e da necessidade de ter alternativas em caso de mudanças ambientais; • Risco: considerar que quanto maior a flutuação do ambiente, maior serão os riscos; • Criatividade: estar atento às necessidades de correções, ajustes e melhorias; • Iniciativa: mostrar capacidade para otimizar as decisões e atingir os objetivos estratégicos; • Conflito: ter em mente que em um mercado cada vez mais competitivo, os conflitos ocorrem como consequência da busca de consolidação no mercado. Procuramos entender onde estaremos no mundo de amanhã, e não onde esperamos estar, avaliando onde podemos estar e, depois, onde queremos estar. - Jack Welch




a importância da estatística

a importância da estatística

Jornais, televisão, rádio, revistas e outros meios de comunicação nos bombardeiam, diariamente, com notícias baseadas em estatísticas, como se fossem verdades absolutas. Nessa hora, provavelmente, você sente a importância de ser capaz de avaliar corretamente o que lhe dizem. Todavia, será que os números apresentados resultam de uma análise estatística cuidadosa? O perigo está no fato de que, se não consegue distinguir as afirmações falsas das verdadeiras, então você está vulnerável à manipulação por outras pessoas, cujas conclusões podem conduzir você para decidir contra os interesses seus e, depois, arrepender-se. Por estas razões, conhecer Estatística é um grande passo no sentido de você tomar controle da sua vida (embora não seja, obviamente, a única maneira necessária para esta finalidade). Observe os seguintes exemplos de afirmações recentemente publicadas em dez meios de comunicação (não estou dizendo que cada uma delas seja verdadeira). Sua expectativa é de que a inflação feche o ano entre 6% e 7%. (Folha de São Paulo, Dinheiro, 16 de maio de 2005) • Atualmente, a taxa de pacientes com câncer de pulmão que não apresentam reincidência depois de cinco anos de tratamento é de 17% – um avanço de 70% em relação à década de 70. (Revista Veja, edição 1905, 18 de maio de 2005) • As projeções de mercado para o IPCA de 2005 subiram de 6,30% para 6,39% em pesquisa semanal feita pelo Banco Central e divulgada hoje. (O Estado de São Paulo, 16 de maio de 2005) • Um estudo da Corporate Executive Board mostrou que a produtividade de um funcionário brilhante chega a ser até 12 vezes superior à do colega mediano. (Revista Exame, edição 841, 27 de abril de 2005) • De acordo com a EMBRATUR (Empresa Brasileira de Turismo), a companhia aérea trouxe 1.473.183 dos 6.138.000 passageiros que entraram no país no ano passado, o equivalente a 24% desses passageiros. (Revista Aeromagazine, Notícias, 16 de maio de 2005) • IBGE: Emprego industrial cai 0,2% em março (JB Online, 16 de maio de 2005) • Os investidores que colocam todo seu dinheiro em uma única ação estão elevando em mais de 50% a chance de queda do poder de compra de seu investimento em um período de 20 anos, aponta o estudo. (JB Online, 17 de abril de 2005) • Nordestinos já são 52,6% dos migrantes (Jornal O Globo, 16 de maio de 2005) • Comércio varejista cresce 1,75% em volume de vendas e 2,44% em receita nominal (IBGE, 12 de maio de 2005) • Se a vítima não fosse o prefeito de Santo André, o impacto não seria o mesmo e o caso teria sido tratado como mera estatística. (Márcio Coimbra em http://www.ambito-juridico.com.br/aj/cron0237.htm)


O que você encontra no QueroBarato!

Milhões de produtos das melhores lojas

Maiores lojas do Brasil são mais 100 opções

Centenas de Cupons com ótimos descontos

Informações atualizadas de todos os produtos

Quer receber novidades, cupons e ofertas exclusivas?

subir

Pesquise no QueroBarato! e compre diretamente nas maiores lojas do Brasil