Calça jeans body biker azul médio - 36 com melhor preço

Vendido e entregue por Calvin Klein Frete Grátis nas compras acima de R$ 200,00

30% OFF
Ver o preço deste produto

Tempo restante para atualização de preço. Clique abaixo e obtenha maiores informações sobre o produto na loja Calvin Klein!

Realize a compra deste produto com total segurança diretamente na loja Calvin Klein.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais!
Detalhes de calça jeans body biker azul médio - 36

Especificações

Especificações
  Cintura Quadril Coxa Gancho Dianteiro Gancho Traseiro Entrepernas Comp.

Boca
  
36 36cm 47cm 26cm 26cm 36cm 79cm 103cm 17cm
38 38cm 50cm 28cm 27cm 36cm 80cm 103cm 17cm
40 40cm 52cm 28cm 27cm 36cm 80cm 104cm 18cm
42 42cm 52cm 29cm 27cm 37cm 81cm 104cm 18cm
44 44cm 55cm 30cm 28cm 38cm 81cm 106cm 19cm
46 46cm 56cm 31cm 29cm 38cm 83cm 106cm 19cm

Não perca a oportunidade de comprar calça jeans body biker azul médio - 36 pelo melhor preço! Compre agora diretamente na loja Calvin Klein com toda segurança

Quero ir à lojaComprar este produto


quer aprender em como sair das dívidas?

quer aprender em como sair das dívidas?

O número de famílias endividadas aumentou para 61,6% segundo a matéria do Valor Econômico. Com isso o número de pessoas que buscam sair das dívidas aumenta a cada dia. Dentre as dívidas, o número um da origem do endividamento é o uso desregrado do Cartão de Crédito. Pensando nisso, selecionei algumas dicas que possam ajudá-lo a entender quais as melhores alternativas que poderá recorrer para mudar esse quadro. Como sair das dívidas?Pagamento de Dívidas no Cartão de Crédito Costumo dizer que uma das piores dívidas são as dívidas com cartão de crédito seguidas pelas dívidas com cheque especial. Algumas pessoas questionam como sair das dívidas no cartão de crédito e na realidade há algumas soluções que irão depender de sua escolha.Realizar um Empréstimo para Quitar esta Dívida Neste caso, você irá primeiramente saber se seu cartão de crédito está vinculado com alguma instituição financeira. Se estiver, vá ao banco e negocie com sua gerente uma boa linha de crédito com taxas de juros mais baixa. Normalmente o empréstimo consignado é a melhor opção, mas analise também as linhas de empréstimo pessoais como o Crédito Direto ao Consumidor (CDC). Se você conseguir este empréstimo, pague a dívida do cartão. A vantagem desta alternativa é que não terá seu limite do cartão bloqueado. A desvantagem é que deverá ter disciplina e organização financeira para não continuar usando o cartão e fazendo novas dívidas para ficar mais endividado ainda.Negociar Direto com a Administradora do Cartão de Crédito Nesta opção, você entrará em contato com a Administradora do Cartão de Crédito e irá solicitar o parcelamento da dívida. Normalmente não reduzem os juros que irão cobrar, ou seja, é comum pagar juros mais altos em relação a opção anterior. Neste caso há duas desvantagens, pois o seu limite de crédito estará comprometido até o término do pagamento das parcelas e, além disso, estará pagando juros mais altos para realizar este parcelamento. Acesse Aqui para realizar a simulação do valor total a ser pago no caso de pagamento do valor mínimo do cartão de crédito.Uma dica: cada um deve analisar qual o seu tipo de perfil a respeito do uso do cartão de crédito. Ele pode ser um excelente instrumento se utilizado da maneira correta. Com o uso do cartão de crédito poderá acumular milhas e viajar de graça com a família, dependendo dos pontos acumulados ou até mesmo, nos casos em que comprar à vista não seja vantajoso, poderá parcelar no cartão e deixar o valor que iria usar nesta compra aplicada por mais tempo no banco. Mas atenção: isso somente se aplica a casos em que há disciplina no uso do cartão de crédito e por isso deve ser de acordo com o perfil. Então se você é uma pessoa que pensa ainda não estar preparado para este tipo de disciplina, não tenha ou não use o cartão de crédito.Substitua as dívidas mais caras pelas mais baratas Tenha como princípio que sempre deve substituir a dívida mais cara pela mais barata. Isto é, se está endividado com o uso do cartão de crédito ou cheque especial, substitua estas dívidas por um empréstimo consignado ou outro tipo de empréstimo com taxas mais baixas. Se mesmo assim, tentou sair das dívidas e ainda sim tem muitas contas a pagar que poderão prejudicar a subsistência familiar, orienta-se a suspender o pagamento das dívidas, a fim de manter os pagamentos das necessidades mais básicas como: moradia, água, luz, etc. Neste caso, lembre-se que provavelmente seu nome será negativado no SPC e SERASA. Além disso, é muito provável que receba inúmeras ligações e cartas destes órgãos solicitando a regularização da dívida. Isso desde que não seja feito de má fé, isto é, se você não solicitou com o propósito de deixar de pagar, pode ter um único lado bom, pois não terá mais como pegar novos empréstimos até ter o pagamento dessas dívidas regularizadas. Assim terá que efetuar compras à vista até ter seu nome regularizado perante estas instituições e com isso aprenderá a controlar suas finanças pessoais para evitar casos como estes futuramente. Por isso, é obrigatório que após negociar qualquer dívida se comprometa antes de tudo a realizar um planejamento financeiro. Isto é, o preenchimento em planilha de Excel com todas as despesas e receitas mensais, ou seja, realizar o orçamento familiar. Nesta planilha poderá ver se conseguirá até mesmo pagar os empréstimos solicitados e também onde poderá cortar despesa em caráter de emergência. Por isso, a dica é regularize as dívidas com base no orçamento familiar enxuto, pois é só assim poderá ver o quanto poderá pagar em parcelamento de dívidas mês a mês. Assim irá regularizar aos poucos o pagamento de todas as dívidas, começando uma a uma. Este processo em como sair das dívidas, em alguns casos pode demorar anos, mas aprenda a lição para não se envolver em novas dívidas. Lembrando que no caso de dívidas maiores, há profissionais na área jurídica especializados em Direito Bancário e que dependendo o valor da dívida poderá compensar a negociação do pagamento de juros no âmbito judicial, mesmo tendo que talvez pagar os encargos dos advogados. Hoje existem também consultorias especializadas nesta área com equipe própria de advogados. Realize um estudo de quanto pagaria a uma consultoria e quanto pagaria se renegociasse sua dívida diretamente com o banco e opte pela alternativa mais vantajosa.O que achou deste artigo?

Leia também: Você é Consumista ou um Consumidor Consciente?

Deixe seus comentários!

Até breve!




publicidade infantil pode ou não pode

publicidade infantil pode ou não pode

Já em 2006 empresas americanas ligadas ao público infantil, assinaram termo de compromisso para o não licenciamento de personagens para alimentos não saudáveis, impondo regras as quais os interessados deveriam cumprir, por vezes, mais rígidas que as da própria indústria alimentícia. Daí para o controle de seus espaços publicitários foi um pulo.

No Brasil não foi diferente muitos Órgãos, Entidades, Associações, Conselhos das mais diversas áreas vem requisitando regras, leis, restrições à publicidade infantil.

Muitas delas coerentes, principalmente quando tratam da saúde e suas endemias. Baseadas em pesquisas, a Organização Mundial da Saúde e Organização Pan-americana da Saúde vêm solicitando critérios mais rígidos e a regulação da publicidade voltada para o público infantil.

O Conanda – Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República publicou, no D.O.U. a Resolução 163/14 que considera abusiva a publicidade voltada para crianças e adolescentes. Aprovada recentemente, em abril deste ano, esta resolução não foi bem aceita por muitas empresas, agências de publicidade e propaganda e por muitos da sociedade civil.

Se por um lado o Conanda quer legislar sob o assunto, os meios de comunicação são contra, alegando que apenas o legislativo tem esse poder. Para o controle já existe o Conar.

Por outro lado os maiores fabricantes do país voluntariamente assumiram o compromisso de modificarem a publicidade de alimentos voltados para o público infantil, mesmo antes da Resolução. No entanto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pretende impor, novas regras para a propaganda de produtos com altos níveis de açúcar, sal e gorduras, como chocolates, bolos, bolachas recheadas, salgadinhos e refrigerantes. Os anúncios direcionados para crianças sofrerão restrições ainda mais severas.

Mas aqui não se trata apenas de alimentos, estamos falando de uma gama enorme de produtos e serviços dirigidos ao público infantil.

Fabricantes de brinquedos, roupas, jogos, eletrônicos e bufês infantis, escolas, cursos livres, parques de diversão, acampamentos e tantos outros serviços dirigidos ao público infantil estariam fadados ao fracasso?

Se considerarmos que a medida aprovada pelo Conselho tem força de lei e, a partir de sua vigência, tornará proibido o direcionamento à criança de anúncios impressos, comerciais televisivos, spots de rádio, banners e sites, embalagens, promoções, merchandisings, ações em shows e apresentações e nos pontos de venda, além da veiculação de propaganda no interiorde creches e escolas de educação infantil e fundamental, inclusive nos materiais didáticos e uniformes escolares; sim é possível que muitas não sobrevivam ou amarguem altos prejuízos.

Devemos lembrar também que o uso da mídia online, cada vez mais recorrente, está sendo explorada pelas empresas que dependem delas como uma grande fonte de renda, mesmo que não atreladas diretamente à venda de produtos, mas ligadas em seus conteúdos ao público em questão.

Orientar e regular os fabricantes quanto às necessidades de serem claros quanto aos ingredientes de seus produtos e a necessidade de garantias com a chancela do Inmetro, por exemplo, são bastante compreensíveis e aceitáveis, mas não posso acreditar que a sociedade, de maneira geral, queira impor e delegar a responsabilidade da educação de seus filhos ao governo, ou a órgãos, entidades, conselhos sejam lá o que forem.

Em se tratando especialmente do uso do marketing como ferramenta de divulgação, não é incomum que propagandas sejam retiradas do ar por não terem agradado quem verdadeiramente tem o poder da compra. Este movimento já existe, é legítimo e funciona.

Saindo um pouco da discussão entre órgãos e associações, que me parecem mais brigam pelo “poder” do que pela questão no seu âmago, pergunto: quem compra os produtos?

Então reflita comigo: não é a criança ou adolescente quem faz as compras, paga as contas, sabe aonde aperta o calo ou entende se aquele produto é bom ou não, é você! É necessário que os responsáveis assumam sua responsabilidade, procurem saber mais sobre os produtos que as crianças e adolescentes querem consumir, avaliem os prós e contras, tenham o discernimento para decidir se é o momento correto ou o melhor para eles. E se concluir que não são adequadas, diga Não.

Bem caros leitores continuo acreditando que o bom senso é pai da situação e a decisão a mãe. Há muitas outras formas civilizadas e até eficientes do que leis, ou melhor, a sociedade não precisa de mais leis ela precisa de educação.

Ainda tem muito pano pra esta manga...




estratégia - faz parte sua vida?

estratégia - faz parte sua vida?

Muito se ouve falar de estratégia no ambiente empresarial e também no universo militar. Porém, a abrangência de uma abordagem estratégica vai bem além do que imaginamos. A adoção de planos estratégicos poderá situá-lo em sua corrida para alcançar seus objetivos de vida. A Estratégia pode ser definida como um conjunto de ações e decisões (fundamentadas ou até mesmo baseadas em especulações) que são adotadas para que se atinja um determinado objetivo futuro. Segue abaixo uma nova abordagem que irá ajuda-lo a estruturar seus objetivos e criar um plano estratégico: Divida seus objetivos Consegue visualizar claramente quais são seus objetivos na vida? Consegue lista-los dentro das seguintes categorias? Sonhos - geralmente envolvem bens materiais (casa, carro), viagens, filhos e família. Geralmente não são essenciais para sobrevivência, mas têm uma enorme importância emocional e cultural por trás. Dinheiro - Irá afetar diretamente os outros objetivos. Qual é a sua estratégia para ganhar dinheiro? Carreira - principal item do grupo acima (dinheiro). Ela é o item mais frequentemente utilizado para se ganhar dinheiro. A carreira irá acompanhá-lo por toda a sua vida. Lembre-se de escolher algo que você tenha prazer em realizar! Trace um plano de ações Com todos os seus objetivos bem claros, trace um plano de ações para alcançá-los: Por exemplo: Objetivo: Comprar uma casa Previsão: R$ 400.000,00 - Poupar dinheiro. *Será necessário uma estratégia para poupar o dinheiro necessário para a compra da casa. * Talvez as receitas atuais da pessoa inviabilizem a estratégia definida para guardar dinheiro ou o tempo necessário seja muito longo. Nesse caso, será preciso adotar um novo plano de ação, com o objetivo de aumentar a receita: - Investir na carreira profissional, visando uma melhor colocação profissional; - Investir o capital atual visando o lucro; Note que os dois novos planos de ação, exemplificados acima, abrem um novo universo para a implementação de uma abordagem estratégica. É comum que as dezenas de planos da pessoa percam esse relacionamento inicial que tinham. A pessoa passa a investir tempo e energia sem ter claramente em mente seu objetivo futuro. Perda do foco! Reassuma o controle Trace o relacionamento entre todos os seus objetivos: Para que estou fazendo o meu MBA? Onde estou gastando grande parte do meu tempo? Meu trabalho atual está alinhado com a minha estratégia a fim de alcançar determinado objetivo? Abra seu editor de texto preferido e invista alguns minutos em você. Deixe bem claro seus objetivos, metas. Descreva sua estratégia para alcança-los. E você, consegue dividir seus objetivos nos três grupos citados acima - sonhos, dinheiro e carreira? Que grupo adicionaria? Acredita que a definição de um plano estratégico o ajudaria a alcançar seus objetivos?




“oh-ow”. lembra do icq? ele voltou e traz novidades!

“oh-ow”. lembra do icq? ele voltou e traz novidades!

Se você é do tempo que pra se comunicar usava o antigo ICQ e passava horas a fio no computador, às vezes noite à dentro conversando com os amigos, então, essa notícia vai te agradar muito!

Gente, pra quem não lembra ou não conhece o ICQ, vou contar rapidinho. O ICQ, o aplicativo do famoso “oh-ow” teve seu auge no final dos anos 90 e início dos anos 2000. Na verdade, ele era uma espécie de Skype que a gente tá acostumado, sabe? Mas, que tinha o mesmo objetivo de um WhatsApp, por exemplo. A única diferença é que na época dele, você usava direto no PC e não no smartphone como já é possível hoje em dia. Ah, além disso, sabe o que era mais engraçado? É que o ID (ou seja, a sua identificação no app, ou o seu nome de contato) era um número enooorme! Olha um exemplo na foto abaixo:

Mas, mesmo assim, quem chegou a usar o ICQ tem muitas saudades, afinal, era algo bem inovador pra época. E a boa notícia é que hoje ele conta com aplicativos para os principais sistemas operacionais e é também uma alternativa ao nosso famoso WhatsApp. Aliás, ele foi bem lembrado essa semana devido ao bloqueio do app do Facebook. Olha que legal o que dá pra fazer com o ICQ hoje em dia: 1. Ele tem videoconferência Olha que bacana! O ICQ já oferece a função de videoconferência, e como eu falei ele é bem parecido com o Skype. Sendo assim, você pode fazer uma chamada de vídeo e conversar cara a cara com os seus amigos. Legal, né? 2. Também dá pra sincronizar o histórico Assim como os demais concorrentes, o ICQ tem versões para os sistemas operacionais iOS, Android, Windows Phone e até mesmo para desktop. Você pode começar a usar o ICQ no Android, por exemplo e depois ir para o iOS que todos os seus dados estarão lá, do jeitinho que você deixou. 3. Envie SMS sem pagar nada! Outra coisa boa: com o ICQ você pode enviar mensagem SMS gratuitamente. Já no WhatsApp, a pessoa só recebe as mensagens se estiver conectada à internet e com o app instalado, por exemplo. E aí, me conta, o que achou das novidades do ICQ? Você já conhecia o app?


O que você encontra no QueroBarato!

Milhões de produtos das melhores lojas

Maiores lojas do Brasil são mais 100 opções

Centenas de Cupons com ótimos descontos

Informações atualizadas de todos os produtos

Quer receber novidades, cupons e ofertas exclusivas?

subir

Pesquise no QueroBarato! e compre diretamente nas maiores lojas do Brasil