Bota jorge alex bico fino franjas com melhor preço

Vendido e entregue por Zattini

20% OFF
Ver o preço deste produto

Tempo restante para atualização de preço. Clique abaixo e obtenha maiores informações sobre o produto na loja Zattini!

Realize a compra deste produto com total segurança diretamente na loja Zattini.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais!
Detalhes de Bota jorge alex bico fino franjas

Nome:  Bota Jorge Alex Bico Fino FranjasGênero:  FemininoIndicado para: Dia a DiaEstilo da Peça: LisaOcasião: ...

Não perca a oportunidade de comprar Bota jorge alex bico fino franjas pelo melhor preço!Compre agora diretamente na loja Zattini com toda segurança

Quero ir à lojaComprar este produto


conquistamos o selo black friday legal 2014!

conquistamos o selo black friday legal 2014!

Gente, hoje vou falar mais um pouco sobre a Black Friday, aquela sexta-feira cheia de ofertas incríveis que começou nos Estados Unidos e está ganhando o mundo. E venho com uma notícia muito boa para o Magazine Luiza e pra você, cliente magalu! Quer saber mais? Vem com a gente que eu conto tudo! Como se sabe, a próxima edição desse dia de ofertas acontece no fim deste mês, dia 28 de novembro. Falta pouco, hein, gente! Como eu já contei aqui, a Black Friday é uma data considerada importante para o varejo, já que antecipa as compras natalinas, além de trazer aquelas superpromoções, quando as pessoas conseguem bons descontos nas suas compras. E para fortalecer a confiança dos consumidores, a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara E-net) reeditou um código de ética que dita algumas normas para as ações da Black Friday de lojas online. A turma aqui do está toda faceira! Afinal, a gente conquistou mais uma vez o selo Black Friday Legal. \o/ \o/ E como funciona? Eu explico: a ideia é que as empresas que ganharem o selo se comprometam a oferecer descontos de verdade, sem maquiar os preços durante a promoção. Sabe aquela história de “tudo pela metade do dobro”? Rs… Com o selo Black Friday Legal isso não acontece! Olha só o que disse o presidente da Câmera E-net, Ludovino Lopes: “A autorregulamentação é uma tentativa de separar o trigo do joio, destacando quem tem boas práticas.” Bom, né, gente? Boas práticas As boas práticas da Black Friday reúnem algumas normas que vou contar aqui pra você ficar atento aí, combinado? Pra começo da conversa, as ofertas devem prever regras claras e honestas em relação ao preço das coisas, ou seja, elas devem descrever todas as informações necessárias para te ajudar da melhor forma na hora da compra. Tudo tem de estar beeem certinho pra garantir seu direito de escolha. Ahh, outro requisito superimportante para honrar o selo Black Friday Legal: o atendimento ao cliente tem de ser excelente, concorda? E nós já sabemos a lição de casa de cor e salteado! É preciso garantir estrutura física e online para resolver de maneira prática e objetiva todo e qualquer tipo de necessidade, que você, nosso cliente, possa ter a respeito de informação, dúvida, reclamação, suspensão ou cancelamento de serviços. Tudo às claras! Eu te garanto uma coisa: para a turma do Magazine Luiza é e sempre vai ser muito importante fazer parte dessa iniciativa, afinal, tudo o que a gente mais deseja é que o evento seja de qualidade e que você tenha a melhor Black Friday aqui, viu?




processo de pesquisa de marketing

processo de pesquisa de marketing

O processo de pesquisa de marketing é composto então por 5 etapas bem definidas e sequenciais, a seguir: 1. Definir o problema; 2. Definir o projeto (objetivo, justificativa e metodologia); 3. Coletar dados; 4. Analisar dados; 5. Preparar o relatório. Analisaremos agora cada etapa do processo de pesquisa de marketing, buscando evidenciar os pontos mais importante de cada uma das fases da pesquisa. Definir o Problema A primeira etapa do processo de pesquisa de marketing é a definição do problema, que é quando alguém na organização precisa de informações para responder a uma pergunta. Churchill (2003) coloca que esta pessoa pode querer, por exemplo, avaliar novas oportunidades de negócio, ou mesmo melhorar as práticas atuais. Como exemplo, uma equipe de desenvolvimento de produtos pode estar querendo saber qual o preço que os consumidores estão dispostos a pagar por um novo som estéreo para automóveis com um determinado conjunto de acessórios. Assim, o profissional de marketing utiliza a pesquisa de marketing como ferramenta para ajudar na resposta à essas perguntas. Churchill (2003) coloca que quando os profissionais precisam de informações, estes devem decrever o problema e que tipo de informações podem ajudá-los a tomar uma decisão. Definir o Projeto A próxima etapa após a definição do problema, é definir o projeto de pesquisa, que inclui a definição de como vai ocorrer o processo de planejamento da coleta dos dados, e também como estes dados serão analisados. Churchill (2003) afirma que quanto mais partes interessadas estiverem envolvidas no processo de elaboração do projeto de pesquisa, melhor será a utilização dos recursos alocados para a realização da pesquisa. Nesta etapa é importante também definir o objetivos da pesquisa, que normalmente estarão relacionados à resposta do problema de pesquisa. A definição do objetivo da pesquisa é primordial para que possa ser definido qual o método mais adequado para a realização da pesquisa. Metodologia Durante o desenvolvimento do projeto, após a definição do problema e dos objetivos de pesquisa, deve-se definir a metodologia que será utilizada para que o objetivo seja atingido. Existe uma diversidade de métodos diferentes que podem ser utilizados para se atingir estes objetivos, e neste curso abordaremos alguns destes.




avaliação de desempenho: indicadores de desempenho

avaliação de desempenho: indicadores de desempenho

A construção de indicadores associados a metas, objetivos e estratégicas gerenciais surgiu na empresa privada norte-americana, durante a década de 1950, com o método da Administração por Objetivos (APO). Segundo Lodi (1978), antes do aparecimento da APO, adotavam-se critérios exclusivamente financeiros de avaliação e controle. No entanto, os critérios de lucro e de custo não eram suficientes para explicar a empresa, seu ambiente, sua organização social e as necessidades de seus colaboradores. As campanhas de redução de custos, além de produzirem pouco resultado, colocavam demasiada ênfase em um só fator – o custo -, muitas vezes em detrimento dos demais fatores, produzindo um desequilíbrio nos objetivos da empresa. A alta direção entendia essa apatia em produzir os resultados esperados como rebeldia e, como resposta, endurecia seus controles. Com isso, apertava-se o círculo vicioso: maior controle, maior resistência; maior resistência, maior controle. Os indicadores de desempenho representam unidades de medida associadas às metas de desempenho, expressos mais comumente na forma de índices, taxas, porcentagens ou proporções, e sistematizadas em três segmentos básicos:• Indicadores de insumo (entradas): medida usada para a alocação de recursos, materiais e financeiros, nas diferentes atividades, projetos, programas, áreas ou funções da organização; • Indicadores de processo: também chamados de indicadores de esforço, são usados no monitoramento do uso dos recursos (humanos, materiais e financeiros) nas diferentes atividades desenvolvidas pela organização. Objetivam avaliar a eficiência dos processos e o desempenho funcional. Aliados aos indicadores de insumo, mensuram a eficiência organizacional. A quantidade de pedidos feitos por uma equipe de vendas e a quantidade de alunos matriculados em relação ao número de professores e funcionários de uma escola são exemplos de indicadores de processo;• Indicadores de produto (saídas): tem por finalidade medir o resultado pelo somatório dos recursos empregados e dos esforços desenvolvidos pela organização. Seu uso está associado à busca da eficácia organizacional. A quantidade de mercadorias vendidas em cada estabelecimento de uma rede de lojas, ou a porcentagem de alunos aprovados em cada ano em uma escola, são exemplos de indicadores de produto.Ao desenvolver indicadores de desempenho logístico, Rey (1999) criou quatro classes de indicadores: • Indicadores financeiros: medem o custo total da operação logística, ou seja o valor monetário necessário para planejar, administrar, adquirir, distribuir e armazenar os produtos com destino aos clientes. São usados para medir, por exemplo: o custo financeiro com a manutenção de estoques para cada área de vendas, o custo financeiro com transporte para cada região ou área de vendas, etc. • Indicadores de produtividade: refletem a capacidade da função logística de utilizar eficientemente os recursos designados para cada função. São construídos calculando-se a relação entre a geração de resultados sobre o consumo de recursos para produzir esse resultado; • Indicadores de tempo: tempo é uma variável crítica da competitividade em logística e deve ser monitorada permanentemente. Esses indicadores medem, entre outros: o ciclo total, ou seja, tempo total transcorrido desde o momento do pedido até a entrega do produto; • Indicadores de qualidade: monitora todos os elementos para execução perfeita de um pedido. Tem a finalidade de aumentar o porcentual de pedidos atendidos dentro dos padrões especificados. A construção de indicadores de desempenho requer a observação de algumas propriedades. Independentemente da área do conhecimento para qual um indicador foi construído, as propriedades desejáveis mais importantes não se alteram de caso para caso.




tendência empreendedora do gerente: uma análise de sua relevância para o sucesso

RESUMO

 

O gerente de projeto, no seu papel de liderança, é um elemento-chave, tanto para o sucesso dos empreendimentos que coordena, quanto para a implementação das estratégias das organizações. Adicionalmente, pode se tornar importante para o futuro da organização, ao usar sua capacidade empreendedora para vislumbrar novas necessidades e oportunidades. No entanto, o gerente de projetos tem responsabilidades operacionais, de planejamento, monitoramento, contabilização e controle do projeto, que muitas vezes contrastam com as características de um empreendedor. Ante essas visões contraditórias sobre o gerente de projetos torna-se relevante avaliar se as características de um empreendedor quando incorporadas no perfil de um gerente se refletem em projetos mais bem sucedidos do ponto de vista empresarial. Para esta avaliação, foi feita uma pesquisa de campo com 164 gerentes de projetos, em sua maioria homens, com estudos de pós-graduação e bastante experientes. A análise não-paramétrica indicou uma tendência de se ter projetos mais bem sucedidos quanto maior for a tendência empreendedora do gerente de projetos. Houve um destaque para a tendência criativa, para a qual se pôde observar um impacto positivo sobre inúmeros critérios de sucesso.

Para ler o artigo na íntegra, acesse o site: http://www.scielo.br/pdf/gp/v14n3/a12v14n3.pdf

 

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.


O que você encontra no QueroBarato!

Milhões de produtos das melhores lojas

Maiores lojas do Brasil são mais 100 opções

Centenas de Cupons com ótimos descontos

Informações atualizadas de todos os produtos

Quer receber novidades, cupons e ofertas exclusivas?

subir

Pesquise no QueroBarato! e compre diretamente nas maiores lojas do Brasil