Bota gonew everest marrom | netshoes com melhor preço

Vendido e entregue por Netshoes Frete grátis acima de R$ 99,99

35% OFF
Ver o preço deste produto

Tempo restante para atualização de preço. Clique abaixo e obtenha maiores informações sobre o produto na loja Netshoes!

Realize a compra deste produto com total segurança diretamente na loja Netshoes.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais!
Detalhes de bota gonew everest marrom | netshoes

Descrição

A Bota GONEW Everest é ideal para te acompanhar nas aventuras diárias. Proporciona muito conforto, além de expressar personalidade no visual.

Não perca a oportunidade de comprar bota gonew everest marrom | netshoes pelo melhor preço! Compre agora diretamente na loja Netshoes com toda segurança

Quero ir à lojaComprar este produto


teoria das relações humanas

teoria das relações humanas

A teoria das relações humanas visava ao aproveitamento do pessoal, no entanto, tinha bases no estudo de Kurt Lewin (1890-1947), sobre a psicologia dinâmica, que evidenciava que toda necessidade cria um estado de tensão e uma predisposição à ação. Os princípios básicos dessa teoria foram retratados por Chiavenato, conforme segue:O nível de produção é resultante da integração social: Quanto maior for a integração social, maior será a disposição de produzir.Comportamento social dos empregados: O comportamento do indivíduo se apoia no grupo.Recompensas e sanções sociais: Os trabalhadores são avaliados pelo grupo, recebendo aprovação ou punição.Grupos informais: Constituem a organização humana da empresa, nem sempre coincidindo com a formal. Relações humanas: O comportamento é influenciado por atitudes e normas informais existentes no grupo.Importância do conteúdo do cargo: O conteúdo e a natureza do trabalho têm influência sobre o moral do trabalhador.Ênfase nos aspectos emocionais: Elementos emocionais não planejados e irracionais do comportamento humano merecem atenção especial. (FONTE: CHIAVENATO,2003, p. 106-107).




os estágios do marketing

os estágios do marketing

Em relação à evolução do Marketing, Mckenna (2000) agrupa em cinco estágios clássicos, com base nas quais as organizações conduziram suas atividades. Estas etapas seriam: • a orientação pela produção; • orientação pelo produto; • orientação pelas vendas; • orientação pelo Marketing; • orientação pelo Marketing societal.Estágio de produção Este estágio concentra-se na produção como forma de diferenciação na elaboração do produto. A organização entende que os consumidores darão preferência a produtos fáceis de encontrar e de baixo custo. Nesta ótica, inicialmente fabricam-se produtos superiores aos dos concorrentes e, após, informa-se aos clientes sobre os benefícios de se adquirir o produto. Têm-se diferentes exemplos, alguns deles em empresas japonesas, nos quais os produtos de sucesso surgem como resultado de atividades de pesquisa e desenvolvimento que não refletem contribuições diretas e clientes.Estágio de produto Este estágio segue a lógica do fabricante e não do consumidor. Ao invés de olhar para o que o consumidor está querendo, focaliza o que o fabricante tem a oferecer. A crítica que existe é de que as empresas orientadas pelo produto concebem-no de forma errada, pois demonstram uma “miopia em Marketing”, concentram-se no produto e não na necessidade do mercado. Fixam-se no próprio espelho, em vez de observar pela janela o que se passa do lado de fora da empresa. Estágio de vendas Nesta perspectiva, os consumidores devem ser persuadidos a comprar. Enfatiza-se o uso de instrumentos promocionais, tais como a propaganda, a promoção, a venda pessoal, dentre outros. Tem-se o objetivo de gerar vendas para a organização, em curto prazo. Expressa a mentalidade de se “vender a qualquer custo”. Observa-se que as empresas que atuam nesta perspectiva acabam gerando clientes insatisfeitos em longo prazo. Em contrapartida, a empresa não está preocupada com esta imagem, acreditando que novos clientes serão atraídos para consumir novos produtos e serviços. Nesta perspectiva, existe pouca pesquisa sobre o que o público deseja e muita venda para fazer com que ele aceite as políticas que o político ou seu partido desejam. Constata-se que a maioria das empresas que pratica a orientação pelas vendas, tem excesso de capacidade. Seu objetivo é vender aquilo que fabrica, ao invés de fabricar aquilo que o mercado quer.Estágio de marketing Este estágio preconiza que a chave para alcançar as metas organizacionais está no fato da empresa ser mais efetiva que a concorrência, na criação, entrega e comunicação de valor para o Cliente, de seus mercados-alvo selecionados. A empresa que atua nesta perspectiva releva o equilíbrio entre servir as necessidades próprias, as dos consumidores e as da sociedade, como um todo. Constata-se que a adoção de um Marketing moderno, como filosofia organizacional, ainda está distante de se concretizar na maioria das empresas brasileiras, embora seja possível identificar experiências no qual se efetive os instrumentos de Marketing. Acredita-se que o tempo é necessário para que atue nesta perspectiva e se adote este posicionamento estratégico.




métodos de pesquisa científica

métodos de pesquisa científica

Em busca de um conceito de pesquisa Definições em diferentes autores/as: Para Minayo (1996, p. 17-18): Entendemos por pesquisa a atividade básica da Ciência na sua indagação e construção da realidade. É a pesquisa que alimenta a atividade de ensino e a atualiza frente à realidade do mundo. Portanto, embora seja uma prática teórica, a pesquisa vincula pensamento e ação. Ou seja, nada pode ser intelectualmente um problema, se não tiver sido, em primeiro lugar, um problema da vida prática. As questões da investigação estão, portanto, relacionadas a interesses e circunstâncias socialmente condicionadas. São frutos de determinada inserção no real, nele encontrando suas razões e seus objetivos. Para Barros & Lehfeld (1986, p. 87-89): [...] para que a pesquisa receba a qualificação de Pesquisa Científica, deve caracterizar-se através da efetivação de um processo que, mediante a aplicação da Metodologia Científica e de técnicas adequadas, procura obter dados fiéis, objetivos, relevantes para se conhecer e compreender um dado fenômeno. [...] A pesquisa é um processo reflexivo, sistemático, controlado e crítico que nos conduz à descoberta de novos fatos e das relações entre as leis que regem o aparecimento ou ausência dos mesmos. O espírito científico não é inato. A sua edificação e o seu aprimoramento são conquistas que o universitário vai obtendo ao longo de seus estudos, da elaboração de trabalhos acadêmicos e pesquisas científicas. Sabe-se que todo trabalho de pesquisa requer imaginação criadora, iniciativa, persistência, originalidade e dedicação do pesquisador. Porém, todo estudante que vá aos poucos criando hábitos sistematizados de estudo, de montagem de documentação, percorrerá as fases do método de pesquisa sem grandes dificuldades. Na verdade, a Pesquisa Científica não pode ser fruto da intuição do indivíduo, exigindo a admissão de procedimentos metodológicos e de técnicas, como já foi dito. O método deve ser visto como orientador e indicador de um caminho e não como roteiro formal que conduz a resultados automáticos. Para Santos (2000, p.15), “A pesquisa científica pode ser caracterizada como atividade intelectual que visa responder às necessidades humanas”.Princípios da Pesquisa Científica Podem se destacar como princípios da Pesquisa Científica, os seguintes:a) Precisão: O autor deve ser preciso em suas pesquisas, tanto para ganhar tempo em seu trabalho, quanto para que seu texto seja útil. Evitar a dispersão muito comum quando o aluno faz os primeiros resumos bibliográficos e é atraído por variadas obras e enfoques temáticos. O pesquisador não deve alargar, mas restringir e aprofundar o tema, evitando desdobramentos que são interessantes, mas não são essenciais.




arquivos públicos

arquivos públicos

Ao termo arquivo correspondem quatro significados:  - Conjunto de documentos (...);  - Instituição ou serviço que tem por finalidade a custódia, o processamento técnico, a conservação e o acesso a documentos;  - Instalações onde funcionam arquivos.  - Móvel destinado a guardar de documentos. A Lei Federal de Arquivos define arquivo como um conjunto de documentos de qualquer natureza ou suporte produzidos e recebidos por instituição e/ou pessoa física, no exercício de suas funções/atividades. O decreto que regulamentou esta lei define arquivos públicos como: Os conjuntos de documentos:  – produzidos e recebidos por órgãos e entidades públicas federais, estaduais, do Distrito Federal e municipais em decorrência de suas funções administrativas, legislativas e judiciárias; – produzidos e recebidos por agentes do poder público no exercício de seu cargo ou função ou deles decorrentes;  – produzidos e recebidos pelas empresas públicas e pelas sociedades de economia mista. São duas as funções dos arquivos:  - função primária: servir à administração (valores primários);  - função secundária: servir à pesquisa e ao cidadão (valores secundários). Do ponto de vista de sua função primária, os documentos de arquivo têm um duplo caráter instrumental:  - instrumentos fundamentais para apoio à tomada de decisão e à prestação de contas; -fonte de prova e garantia de direitos ao cidadão.


O que você encontra no QueroBarato!

Milhões de produtos das melhores lojas

Maiores lojas do Brasil são mais 100 opções

Centenas de Cupons com ótimos descontos

Informações atualizadas de todos os produtos

Quer receber novidades, cupons e ofertas exclusivas?

subir

Pesquise no QueroBarato! e compre diretamente nas maiores lojas do Brasil