Bermuda fatal bicolor com melhor preço

Vendido e entregue por Zattini Frete grátis para compras acima de R$ 99,00

Ver o preço deste produto

Tempo restante para atualização de preço. Clique abaixo e obtenha maiores informações sobre o produto na loja Zattini!

Realize a compra deste produto com total segurança diretamente na loja Zattini.

Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais!
Detalhes de bermuda fatal bicolor

Descrição

A Bermuda Fatal Bicolor promete cair no gosto da galera fã do surf style. O design que remete à natureza tem a sintonia ideal para as horas livres e de curtição, e a peça é marcada pelo conforto.

  • Nome:   Bermuda Fatal Bicolor
  • Gênero:   Masculino
  • Indicado para : Dia a Dia
  • Ocasião : Dia a Dia, Festa
  • Estilo da Peça : Estampada
  • Bolso : Com bolso
  • Fechamento : Com cordão
  • Material : Poliéster
  • Composição : 100% Poliéster
  • Dimensões Aproximadas : 38: Cintura: 40 cm, Comprimento: 51 cm; 40: Cintura: 42 cm, Comprimento: 53 cm; 42: Cintura: 44 cm, Comprimento: 55 cm; 44: Cintura: 46 cm, Comprimento: 57 cm; 46: Cintura: 48 cm, Comprimento: 59 cm
  • Garantia do Fabricante : Contra defeito de fabricação
  • Origem:   Nacional

Não perca a oportunidade de comprar bermuda fatal bicolor pelo melhor preço! Compre agora diretamente na loja Zattini com toda segurança

Quero ir à lojaComprar este produto


telemarketing

telemarketing

Em conjunto com a Tecnologia de Informação e as ações de marketing, o telemarketing tem um papel fundamental para a realização de um serviço de atendimento eficaz. A ferramenta de telemarketing é a ponte que serve de canal de comunicação entre a empresa e seus clientes, e nesse momento a credibilidade e a segurança nas informações são extremamente importantes para que o atendimento seja realizado com sucesso e para que sejam fortalecidos os laços de confiança e credibilidade das partes. É uma ferramenta de comunicação integrada que utiliza TI e recursos humanos qualificados para desempenhar as mais diversas funções estratégicas e de operacionalização de processos administrativos e comerciais. Dessa forma o SAC, utilizando o telemarketing, pode atuar de três modos distintos: ativo, receptivo e híbrido. Telemarketing Ativo Chamamos de telemarketing ativo o sistema de operação, no qual os operadores são treinados e preparados para originar chamadas. Ou seja, operadores ligam para clientes e buscam manter contato, divulgar e vender novos produtos, transmitir informações, etc.São características do Telemarketing Ativo: • Operadores devem conhecer o perfil dos clientes; • Utilizar técnicas de abordagem específicas para cada tipo de consumidor; • Ser um motivador; • Incentivar o diálogo e promover o relacionamento; • Ter autocontrole; • Estabelecer prioridades; • Administrar o tempo de cada ligação.




o que é personalização?

o que é personalização?

Durante a relação entre as empresas e seus consumidores existem inúmeros momentos de interação, seja um e-mail, um telefonema, um atendimento on-line ou uma resposta dada em uma rede social. Para Grönroos (1993), nesses momentos onde existe a interação ocorre a percepção de qualidade da empresa pelo consumidor e a somatória desses momentos determina a imagem que cada consumidor tem da uma empresa. O autor chamou esses momentos de “momentos da verdade”. Toda vez que um consumidor fala com sua empresa ele está lhe dando a oportunidade de alterar sua imagem, seja para melhor, seja para pior, e a pergunta que deve ser feita é: como a empresa está utilizando essas oportunidades? Para realizar uma compra, acessar um conteúdo exclusivo ou até para entrar em contato ou conseguir suporte on-line é necessário que o usuário realize um cadastro. Esses dados obtidos no cadastro servem para que a empresa personalize o contato, trate cada cliente como se fosse único, como se fosse especial. Essas informações devem ser organizadas em um banco de dados que possam ser utilizadas de maneira produtiva. O destaque para as palavras na frase anterior não é ao acaso. De nada adianta você ter um monte de dados se não consegue fazer nada com eles. Um exemplo da boa utilização dos dados obtidos dos consumidores é feito pelos grandes portais de venda de eletroeletrônicos. Se você compra uma TV hoje, depois de um tempo você começa a receber, sutilmente, promoções de DVD ou de Blu-ray player. Comprando o DVD player você começará a receber ofertas de Home theater. Essa personalização pode ser maior ou menor, mais ou menos explícita. Um exemplo de promoção personalizada, mais direta e mais explícita é um e-mail marketing que diz claramente: “que tal um Blu-ray player para aproveitar toda a qualidade de imagem da sua TV XYZ (marca) de 52 polegadas”? Quando o conteúdo de uma comunicação com o consumidor é personalizado a empresa está dizendo a esse consumidor que ele é importante, que a empresa se importa a ponto de conhecer os seus gostos e oferecer produtos específicos e, de certa forma, exclusivos. Lembre-se que os momentos da verdade definem a imagem da sua empresa e a personalização é peça importante nesse processo.




propósitos de uma reunião eficaz

propósitos de uma reunião eficaz

Uma reunião é eficaz “unicamente” quando possibilita que você e sua organização alcancem resultados positivos e tangíveis. Afinal, reuniões geram custos (de tempo e de dinheiro) para a empresa e não devem ser convocadas pura e simplesmente para passar o tempo ou abordar temas que poderiam ser resolvidos de outra forma. Sua finalidade deve servir ao seu propósito, ou seja, ela somente deve ser convocada quando bem planejada e realmente quando não houver outro meio para se chegar a uma conclusão de algo. Uma reunião deve compreender vários atributos, cada qual concebido de forma a assegurar que o líder e os participantes se beneficiem e façam bom proveito do tempo que passam reunidos. Ninguém deseja passar três horas em uma sala participando de discussões que não lhes dizem respeito, nem sair com a sensação de pouco terem contribuído para a resolução da situação. Por isso, planejar antecipadamente a reunião é necessário, destacando a necessidade e os resultados esperados de cada participante durante a reunião. A participação, e não apenas a presença, requer que o participante entre na sala de conferências com entendimento total dos propósitos e objetivos da reunião, com tempo para a preparação de algo, estudo sobre o assunto, concepção de alguma diretriz ou tomada de decisão. Um bom ponto de partida para uma reunião é se perguntar: “Qual ação deve ser tomada, por quem e quando, para resolver o problema?” Uma boa reunião deve compreender as seguintes etapas: 1° - Limitar o número de participantes: coloque somente os essenciais na reunião. 2° - Seja direto sobre o assunto que será tratado: o tema da reunião (pauta) deverá estar explícito, com um número limitado de assuntos a serem tratados. Uma discussão generalizada significa apenas que mais tempo será necessário e provavelmente menos resultados serão alcançados. 3° - Estabeleça o Tempo de duração da reunião, limitando o tempo em que deverá transcorrer do início ao fim, deve sempre começar pontualmente e quando o tema se esgota deverá ser encerrada. Esse tempo limite auxilia o participante a se programar e se planejar para a reunião. 4° - Condução e controle, todos devem sim participar, mas se não houver alguém para conduzir a reunião, esta poderá se tornar uma confusão. Todos possuem um ponto de vista, que pode concordar ou não com o do colega, podendo ocasionar discussões irrelevantes. 5° - Gere alternativa, o melhor benefício de uma reunião deve ser que as soluções possam ser geradas por qualquer pessoa, e os pontos de vistas diferenciados possam se tornar fatores agradáveis. 6° - Acompanhe todos os processos que resultaram da reunião, nem todos poderão ficar responsáveis pelo pleno emprego do que foi decidido, mas deverá haver alguém que se comprometa com isso. Um tema importante é a confidencialidade, se um assunto for confidencial, ou não deve ser livremente debatido fora das dependências da empresa, todos deverão saber disso para evitar problemas.




a distribuição dos produtos

a distribuição dos produtos

A distribuição dos produtos de uma determinada organização, normalmente é realizada por meio dos canais de distribuição, que são constituídos por todos os intermediários entre os produtores e os consumidores finais. Se o mercado for de consumo, adota-se um determinado tipo de canal, já se for um mercado organizacional, adota-se outro. A utilização de canais de distribuição apresenta aos produtores vantagens em relação ao escoamento do produto, à racionalização das atividades comerciais e à especialização e profissionalização das atividades. Os intermediários que compõem um determinado canal de distribuição são especialistas em suas atividades e podem proporcionar resultados mais eficazes ao produtor do que se ele optasse por fazer essa atividade, embora existam algumas organizações que ainda o fazem. Em sua grande maioria, entretanto, elas fazem uso de uma forma ou outra dos canais de distribuição. O produtor, que no caso assume papel de fornecedor ao canal de distribuição, precisa incentivar os membros de seus canais, assim como avaliá-los com regularidade, principalmente com relação à capacidade operacional e quanto à afinidade de objetivos. Para Sandhusen (1998), apud Las Casas (2008), as decisões chaves no estabelecimento de um sistema de distribuição devem considerar questões como: Quais funções que os membros do canal devem desempenhar? Como os fluxos de distribuição devem ser gerenciados? Como o canal de distribuição deve ser estruturado? E como a distribuição física deve ser gerenciada para transferência mais eficaz e lucrativa dos produtos? O delineamento dos canais de distribuição pode assumir diversas formas e quantidade de intermediários, conforme as características de produtos e relações que se busca estabelecer. No caso de bens de consumo, por exemplo, é possível em alguns casos se estabelecerem um canal de distribuição direto com o consumidor, como no caso de vendas online direto do fabricante, entretanto, em caso de produtos mais massificados pode ser necessária uma quantidade maior de intermediário. A decisão deve ser ponderada pela organização produtora do serviço. No caso de produtos industriais ou organizacionais, os canais de distribuição podem assumir estruturas mais compactas que as necessárias para o contexto do mercado de consumo. A escolha dos canais, conforme Las Casas (2008), ainda é influenciada pelos seguintes aspectos: potencial de vendas do mercado, tipo de produto, fatores ambientais, aspectos financeiros e de controle. No que tange ao potencial de vendas, há uma relação entre potencialidade e hábito de consumo: havendo maior potencial de vendas no mercado, devem-se buscar canais que proporcionam maior cobertura, já se os clientes desejarem informações mais detalhadas sobre produtos, isso implica em uma escolha mais seletiva dos canais, assim como não pode faltar aqueles em que o público-alvo tem o hábito de consumir com frequência. Quanto ao tipo de produto, quanto mais complexo tecnicamente ele for, assim como mais perecível, serão necessários canais mais curtos, entretanto, no caso de produtos de menor complexidade, há uma tendência a se buscar uma distribuição intensiva.


O que você encontra no QueroBarato!

Milhões de produtos das melhores lojas

Maiores lojas do Brasil são mais 100 opções

Centenas de Cupons com ótimos descontos

Informações atualizadas de todos os produtos

Quer receber novidades, cupons e ofertas exclusivas?

subir

Pesquise no QueroBarato! e compre diretamente nas maiores lojas do Brasil